Conheça o Parque / Histórico

Vocação para Ciência e Tecnologia
Desde o passado, sempre à frente

Criado em 2009 por iniciativa da Prefeitura de São José dos Campos, sua administração é feita pela Associação Parque Tecnológico de São José dos Campos, uma organização social (OS) de direito privado e sem fins lucrativos. O Parque Tecnológico São José dos Campos foi o primeiro a ser credenciado pelo Sistema Paulista de Parques Tecnológicos, em 2010.

Em maio de 2016 a instituição incorporou o Centro para Competitividade e Inovação (Cecompi) e passou a abrigar o maior centro de inovação e empreendedorismo do Brasil.

A organização consolida a tendência natural da cidade de ser polo de desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação. Suas raízes remontam ao estabelecimento do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), em 1946; e, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em 1950. Em cenário diverso, e contando com meios que o extraordinário avanço tecnológico proporcionou à sociedade nas últimas décadas, o Parque Tecnológico se propõe a desempenhar, décadas à frente, papel benéfico e transformador similar ao que o DCTA e ITA tiveram para cidade e região em anos passados.

Os primeiros estudos sobre a criação de um parque tecnológico em São José dos Campos datam da segunda metade da década de 1990, por ocasião de debates ao interno da prefeitura acerca do futuro da cidade e de meios para assegurar qualidade de vida ao município e seus habitantes. A partir de 2002 o movimento ganhou novo e importante impulso com a decisão do governo do Estado de São Paulo de criar o Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec) e incluir São José dos Campos como uma das cinco cidades selecionadas com este objetivo, aproveitando a concentração de conhecimentos na região dos setores aeroespacial e de defesa.

Em março de 2006, a prefeitura adquiriu as instalações de uma antiga fábrica de dispositivos eletrônicos ocupando terreno de 188 mil metros quadrados às margens da rodovia Presidente Dutra e que hoje constituem o chamado Núcleo do Parque Tecnológico São José dos Campos.

Por meio de sucessivas operações de aquisição realizadas pela prefeitura da cidade, o espaço inicial foi expandido para cerca de 1,2 milhões de metros quadrados, área total compreendida hoje. Ao mesmo tempo, uma nova Lei de Zoneamento do municípo aprovada em 2010 definiu como Zona Especial do Parque Tecnológico (ZEPTEC) uma área de 2.500 hectares no entorno do Parque cuja ocupação urbana futura deverá dar-se em harmonia com os princípios, objetivos e natureza de atividades de um parque tecnológico.

Credenciamento

O Parque Tecnológico São José dos Campos foi o primeiro a receber o credenciamento definitivo no Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec), no dia 28 de dezembro de 2010, conforme decreto 54.196/2009 que regulamenta o sistema paulista.

A gestão é feita pela Associação Parque Tecnológico de São José dos Campos (APTSJC), entidade privada sem fins lucrativos, qualificada pelo poder público municipal como Organização Social, com quem firmou contrato de gestão. À associação cabe a tarefa de administrar o ambiente com as funções de induzir, articular, regular e fiscalizar as atividades desenvolvidas no ambiente.

Fases de implantação

Três etapas marcam a história recente desta organização. Elas foram divididas estrategicamente para atender a infraestrutura inicial, depois a recepção e o atendimento de empresas e instituições. Atualmente, se firma nas ações que projetam o estabelecimento de uma tecnópolis - área urbana, envolvida por regiões competentes para o desenvolvimento da indústria baseada em alta tecnologia.

Estruturação - abrangeu a implantação dos quatro Centros de Desenvolvimento de Tecnologias (CDT) hoje existentes, nas áreas de construção civil, aeronáutica, saúde e tecnologia da informação e comunicação. Foi também nesta fase que foi construído o Centro Empresarial I, com capacidade para abrigar 25 empresas, e implantada a unidade da Fatec São José dos Campos - Prof. Jessen Vidal. O credenciamento definitivo do Parque no Sistema Paulista de Parques Tecnológicos concluiu a fase de estruturação.

Expansão - a segunda fase foi caracterizada pela instalação do Centro Empresarial II, com capacidade para até 50 empresas, chegada de grandes empresas e instituições reconhecidas mundialmente como Boeing, Visiona, Atech, Airbus Group, Ericsson, Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e implantação Laboratório de Estruturas Leves (LEL). Além disso, as instalações das Universidade Estadual Paulista (Unesp) e Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Consolidação - atual fase que inclui a expansão do Centro Empresarial IV que, deve receber novas empresas em 2017, e instalação de mais dois laboratórios multiusuário. Essa etapa prevê a finalização dos Laboratório de Prototipagem, Laboratório de Usinagem e Manufatura Avançada, Laboratório de Compatibilidade Eletromagnética e Laboratório de Interferência Eletromagnética. Além disso, nessa última fase estão concentradas as ações de desenvolvimento urbano da ZEPTEC que definirão, para as décadas de 2030 e 2040, uma verdadeira tecnópolis do futuro que contribuirá para a riqueza e qualidade de vida na cidade, em alinhamento com o o planejamento estratégico de longo prazo da prefeitura.

Veja Também
  • Boas Vindas
  • Quem Somos
  • O Parque em Números
  • Onde Estamos
  • O Espaço
  • Organização
  • Documentos

Voltar

  • Contato
  • Localização
  • Mapa do Site
Endereço: Avenida Doutor Altino Bondensan, 500 - Distrito de Eugênio de Melo | Cep: 12247-016 | São José dos Campos - SP - Brasil | Tel.: +55 (12) 3878-9500
© 2017 Parque Tecnológico São José dos Campos - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®