Notícia
- Atualizado em 03/07/2019

13 empresas associadas ao Cluster Aeroespacial Brasileiro participam da Paris Air Show

Maior evento do setor ocorreu de 17 a 23 de junho

13 empresas associadas ao Cluster Aeroespacial Brasileiro participam da Paris Air Show

O Salão Internacional da Aeronáutica de Paris-Le Bourget contou com a exposição de 13 empresas associadas ao Cluster Aeroespacial Brasileiro. Também conhecido como Paris Air Show, é considerado o maior evento do setor aeroespacial do mundo.

AGS Holding, Akaer, Amtech (Ambra), Avionics, Comutensili, Cruzeiro do Sul Aviação, Delphos, Itakar, M&K Logistics, MacJee, Recominte, Thyssen e Vectra compartilharam um pavilhão de 136 metros quadrados, com sala de reunião e serviços de catering para receber clientes e realizar negócios. A área foi subsidiada pelo Parque Tecnológico São José dos Campos por meio do projeto setorial “Aerospace Brazil”, da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

“A participação das empresas brasileiras por meio do Cluster reforça a competência da cadeia produtiva em ofertar produtos e serviços em nível global e o compromisso do governo brasileiro em apoiar o crescimento de parcerias e negócios internacionais, a partir da Apex-Brasil”, diz Marcelo Nunes, coordenador do Cluster Aeroespacial. “Mais uma vez, mostramos que o Brasil tem competência absoluta para desenvolver tecnologia para toda a cadeia aeroespacial com alto valor agregado”, acrescenta Nunes.

 

O evento ocorreu de 17 a 23 de junho em Le Bourget, nos arredores de Paris, na França. A programação contou com exibições de aeronaves, reuniões de negócios, workshops e conferências.

Além do projeto setorial, a delegação brasileira teve o apoio também do Ministério das Relações Exteriores, do Ministério da Defesa e da Business France – agência francesa de promoção à internacionalização de empresas.

"O incentivo recebido pela Apex-Brasil e pelo Cluster possibilitou divulgar nossa empresa para potenciais clientes de outros países e também para várias empresas e entidades nacionais, que visitaram nosso estande e conheceram melhor nossa trajetória, produtos e serviços. Foi um momento também de ampliar nossos conhecimentos e de familiarizar-se com outras tecnologias, expandindo nossa visão quanto a futuros investimentos e ações", avalia Humberto Mancilha Dias, diretor da Itakar. 

Números

A Paris Air Show ocupou uma área de 324 mil metros quadrados, onde foram expostas 150 aeronaves. Durante os sete dias de evento, 350 mil visitantes de 67 países e 300 delegações oficiais puderam se encontrar com 2.453 expositores de 50 países. A organização do evento estima que foram negociados 65 bilhões de euros – 77% desse valor para o mercado civil e 23%, para o setor de defesa.

Foram montados também 26 pavilhões nacionais – entre eles, o brasileiro subsidiado pela Apex-Brasil.

“A Amtech participou deste evento pela primeira vez e foi uma semana muito produtiva. Fizemos contatos com várias empresas internacionais, com grande potencial de gerar negócios para nossa empresa e tivemos a oportunidade de nos apresentar para o cenário internacional, sempre com o objetivo de exportar nossos produtos e serviços”, avalia Mario Silva, diretor-geral da Amtech.

Autoridades

No dia da abertura, a Paris Air Show recebeu o presidente da França e diversas autoridades de Estado do país, além de 160 delegações oficiais de assuntos de defesa de outros 86 países.

Na primeira noite, a Embaixada Brasileira na França realizou uma recepção oficial, da qual participaram os representantes do Cluster Aeroespacial Brasileiro e das 13 empresas expositoras. A delegação brasileira foi recepcionada pelo embaixador do Brasil na França, Paulo Cesar de Oliveira Campos, e por diversas autoridades que representavam, entre outras instituições brasileiras, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, o Ministério da Defesa e o BNDES.

 

Nos dias seguintes, o pavilhão do Brasil recebeu também a visita dos deputados federais Eduardo Cury, José Carlos Nunes Júnior e General Peternelli e da comitiva do Estado Maior da Aeronáutica, com a presença do Brigadeiro Carlos Amaral de Oliveira. “As autoridades puderam conhecer as empresas expositoras e as tecnologias que desenvolvemos no Brasil e competem no mercado global”, explica Marcelo Nunes.

Agenda paralela

Simultaneamente à feira, a delegação brasileira contou com uma agenda intensa de networking. “Todos os compromissos foram agendados com o objetivo de colocar nossas empresas em contato com potenciais clientes, futuros parceiros e oportunidades para o desenvolvimento de novos produtos”, resume Rodrigo Mendes, coordenador do programa de internacionalização do PqTec.

Foram promovidos encontros com os clusters aeroespaciais franceses da Normandia, de Toulouse e de Paris e também com clusters da Rússia, do México, dos EUA, da Bélgica, da Itália, da Holanda e da Alemanha.

No dia 20/6, foi promovido um tour executivo de empresas francesas, que visitaram o pavilhão brasileiro em busca de mais informações sobre produtos e serviços do setor que são desenvolvidos no país.

O Cluster Aeroespacial Brasileiro também participou do 3º Global Aerospace Cluster Summit, promovido pela European Aerospace Cluster Partnership (EACP). Durante o evento, o Cluster Aeroespacial Brasileiro pode apresentar o projeto setorial “Aerospace Brazil”, subsidiado pela Apex-Brasil, e abordar as ações do grupo brasileiro previstas para os próximos dois anos. “Discutimos com os parceiros internacionais as oportunidades e estratégias elaboradas para os próximos anos e debatemos sobre quais as formas que podemos colaborar com os outros clusters internacionais, seja na promoção das empresas brasileiras, seja na atração de investimentos estrangeiros do setor”, conta Rodrigo Mendes.

Embraer

A Paris Air Show foi o primeiro evento internacional do setor com a participação da Embraer depois de concluída a joint-venture com a Boeing. O evento também foi um marco importante dos 50 anos da empresa brasileira.

Por isso, a Embraer apresentou na Paris Air Show o cargueiro KC-390, a maior aeronave já fabricada no Brasil. É o primeiro de uma série de 28 aviões encomendados pela Força Aérea Brasileira (FAB) e a aeronave mais tecnológica já desenvolvida pela fabricante.

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos
Parque Tecnológico - São José dos Campos
Contato

Avenida Doutor Altino Bondensan,
500 - Distrito de Eugênio de Melo
CEP: 12247-016
São José dos Campos - SP - Brasil
+55 (12) 3878-9500

Siga-nos